O filho pródigo

Parábolas de Jesus

Esbanjando amor

Verso BÍBLICO PARA TENTAR MEMORIZAR: (ju 1t 05 09 B)
“Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus.” 1 João 3:1

TEXTOS DE REFERÊNCIA: Lucas 15:11-32; 1 João 3:1; Efésios 3:8 e 9; Parábolas de Jesus, págs. 198-211.

OBJETIVOS PARA TUA CLASSE ALCANÇAR:
Saber que a graça nos faz lembrar de que Deus nunca deixa de nos prodigalizar Seu amor.
Sentir-se compreendido e amado por Deus.
Responder recordando evidências do liberal amor de Deus para com você
 

A Mensagem

A graça nos faz lembrar do liberal amor de Deus

 

 

Veja galeria de fotos: Filho pródigo

 

 

Resumo da história bíblica:

           

Na parábola de Jesus sobre o filho perdido, o filho mais novo decide sair de casa. Ele pede sua parte da herança e a dissipa, razão por que ele é chamado de filho pródigo. O amor
do pai não muda mesmo quando o filho nada quer com ele. No fim da história, o pai é pródigo — generoso quase ao ponto do desperdício — com seu amor.

 

 

Este estudo bíblico hoje enfoca a GRAÇA

Pródigo é qualquer pessoa que volta as costas a Deus. Ao dependermos de nós mesmos em vez de Deus, voltamos nossas costas à graça do mesmo modo como quando decididamente agimos contra a Sua vontade. Mas o amoroso Pai nos espera com generosas boas-vindas e ao voltarmos nos abraça dando-nos pleno perdão.

 

 

Enriquecimento:

A parábola do filho pródigo mostra “o misericordioso amor de Deus para com os que dEle se desviam. ... [Ele] está cheio de amor e terna compaixão para com todos os que estão expostos às tentações do astucioso inimigo.” — Parábolas de Jesus, pág. 198.
A parábola apresenta “o procedimento do Senhor com aqueles que uma vez conheceram o amor paterno, mas consentiram ao tentador levá-los cativos a sua vontade”. — Ibidem.
O pai espera a volta do filh
o, mas corre ao encontro dele enquanto ele ainda está longe. É inconcebível, no Oriente, um rico patriarca e proprietário
de terras correr para saudar um homem mais novo, principalmente alguém tão desajuizado.
O famoso pregador britânico, Charles Spurgeon, em sua obra intitulada Prodigal Love fia the Prodigal Son [Amor Pródigo Para com o Filho Pródigo] (publicado em The Parables ofüur Lord [Grand Rapids: Baker Book House, reimpressão de 1992] págs. 381-392), descreve o pródigo amor do pai — muito amor, muito perdão, restauração total, excessiva alegria, conforto superabundante, firme segurança e íntima comunhão.
O Dicionário Aurélio, multimídia versão 3.0, define o substantivo “pródigo” como um “indivíduo pródigo, generoso, liberal”. O adjetivo é definido como “que despende com excesso, dissipa, esbanja... dá, distribui, faz ou emprega profusamente e sem dificuldade”.
 

 
Explorando o Texto Bíblico
A palavra “pródigo” significa excessivamente extravagante ou generoso ao ponto de ser esbanjador

Que palavra em Lucas 15:13 indica que o filho mais novo era pródigo? (“Dissipou todos os seus bens” ou “desperdiçou tudo o que tinha”, dependendo da versão bíblica.)

O que ele desperdiçou além do dinheiro? (O relacionamento familiar, a saúde, o respeito próprio, as oportunidades, os anos da idade jovem etc.)

Ellen White diz: “Toda vida centralizada na eu, está arruinada. Todo aquele que procura viver separado de Deus, dissipa seus bens. Desperdiça os preciosos anos, esbanja as forças do intelecto, do coração e da alma, e trabalha para a sua eterna perdição.” — Parábolas de Jesus, págs. 200 e 201.

O que isso pode estar dizendo a respeito de mim e de você? (Que nós somos o pródigo nessa história.)

Mas, espere; parece haver dois outros pródigas nessa história. Encontramos um deles no verso28.

Quem é? (O irmão mais velho.) Essa história é sobre a graça, por isso não queremos falar muito sobre o irmão mais velho, exceto para dizer que ele não entende o que é graça. Ele acha que se trata do que fazemos; mas isso não é verdade. A graça é aquilo que Deus faz por nós. Por isso, no fim da história, esse filho fica do lado de fora. Ele se firma em suas obras. Está longe da graça.

Agora consideremos o terceiro pródigo.

Leiam os versos 22 e 23. Quem é? (O pai.)

Em que sentido ele é extravagante ou esbanjador? (Com seu amor.)
Afinal, essa história acerca da graça é na realidade sobre o filho pródigo ou sobre o pai pródigo? É sobre ambos, mas Jesus a contou para destacar o amor de Deus.)

O que fez o pai depois que o pródigo se despediu? Leia o verso 20. (Ele esperou e aguardou a sua volta. Então correu ao seu encontro.)

Lembre-se de que não importa quão longe alguém tenha ido, ou o que tenha feito, Deus está esperando de braços abertos. Leia Lucas 15:7.
Então, podemos entender 1 João 3:1. Agora, passamos a compreender que A GRAÇA NOS FAZ LEMBRAR DO LIBERAL AMOR DE DEUS.

 
Por favor, releia o texto salientado em verde claro sobre a vida centralizada no eu.
 
Veja a mesma história com outros enfoques:

Filho Pródigo - Deus sempre está pronto a nos perdoar

Filho Pródigo - Sou membro da família de Deus

Filho Pródigo - Identidade Pessoal (ad)

 
 

Veja desenhos para imprimir e colorir   vários

 

 

 

Veja atividade para chamar a atenção dos alunos para o assunto a ser estudado

  1. Amor Liberal
    Com antecedência, escrever as instruções para a atividade no quadro-de-giz ou em um cartaz onde todos possam ver. À medida que os alunos chegarem, entregar-lhes o material e pedir que sigam as instruções que estão escritas no quadro ou cartaz. 

Instruções: Nos cartões que receberam, escrevam instruções que vocês dariam a seus pais para serem pródigos de amor com vocês. Podem sonhar com uma festa, passeio de férias, uma refeição especial ou uma noite com os amigos.
Quando os alunos terminarem, recolher os cartões e lê-los para a classe (naturalmente, com permissão dos alunos). Em uma classe grande, dividir em grupos e deixar que cada grupo leia os cartões dos seus membros.

ANALISANDO

Como o fato de imaginar algo especial assim os ajuda a compreender I João 3:1? (Nos faz lembrar o que “pródigo” significa e quão abundante é o amor de Deus.) No texto, quem é pródigo? (Deus.) Deus é pródigo de quê? (De amor.) A quem Ele prodigaliza amor? (A nós. Usar os nomes dos alunos.) Que exemplo do amor pródigo João dá? (Nos chamar de filhos e filhas.)
O que devemos nos lembrar é que a graça torna isso possível. A mensagem de hoje é:

A GRAÇA NOS FAZ LEMBRAR DO LIBERAL AMOR DE DEUS.

  1. Perdido
    Pedir que os alunos relatem à classe uma ocasião em que se perderam de seus pais ou se sentiram sozinhos. Estar preparada para contar alguma história a esse respeito.

ANALISANDO
 
Como vocês se sentiram estando perdidos? (Aceitar respostas.) Como se sentiram ao serem encontrados? (Aliviado.) Em algum momento vocês duvidaram do amor dos seus pais por vocês? Contem-nos como se sentiram. (Encorajar cada um a falar com franqueza.) Ler 1 João 3:1.
Graça é Deus prodigalizando amor a nós. Nossa mensagem de hoje é:
A GRAÇA NOS FAZ LEMBRAR DO LIBERAL AMOR DE DEUS.

 

Cânticos Sugestivos

“Seu Escudo Sobre Mim é o Amor”
“Eu Nunca Fico Sozinho”


Oração

Pedir que os alunos formem grupos, cada um deles colocando a mão sobre o ombro da pessoa à sua esquerda. Começar a orar, louvando a Deus por Seu pródigo amor, e confessando nossa constante necessidade do perdão, guia e graça divinos. Orar pelos pedidos especiais e então pedir que cada aluno ore em silêncio pela pessoa à sua esquerda para que ela compreenda e aceite o pródigo amor de Deus por ela. Encerrar cantando suavemente “Deus é Tão Bom” (HA, n° 472).


ESTUDO DA LIÇÃO
 
Introduzindo a História Bíblica

Vocês já tiveram algum animalzinho de estimação que se perdeu? Como se sentiram? O que fizeram? Como vocês reagiram quando o encontraram, ou quando ele voltou para casa? Nossa história de hoje é sobre alguns dos sentimentos e comportamentos que vocês acabaram de descrever.

Vivenciando a História

Pedir que os alunos sentem formando um círculo e abram a Bíblia em João 15:11- 32. Os alunos deverão ler um versículo de cada vez, até que todos no círculo tenham participado. (Em classes grandes, formar vários grupos em círculo.) Fazer uma pausa após os versículos 12, 13, 16, 20, 24, 31 e perguntar: O que vocês estão ouvindo (visualizando ou sentindo)? Aceitar todas as respostas. Uma resposta, por exemplo, após o verso 12, pode ser:
“Ouço o pai implorando ao filho para esperar até que tenha mais idade.”

ANALISANDO

Onde está a graça na história do filho perdido? (Onde o pai celebra a volta do filho; e o filho é aceito novamente e unido à família, embora não o mereça.) Onde está o amor nessa história? (Aceitar várias respostas.) Na verdade, a história inteira é sobre o amor pródigo, mas nenhuma dessas palavras são usadas na história. Entretanto,
 
A GRAÇA NOS FAZ LEMBRAR DO LIBERAL
AMOR DE DEUS.

 

APLICAÇÃO DA LIÇÃO À PRÓPRIA VIDA:

Situações de Amor Liberal

Como vocês podem ajudar Deus a prodigalizar amor aos Seus filhos nas seguintes situações?
1. Uma criança pequena da qual seus familiares estão cuidando durante o fim de semana faz a maior bagunça no seu quarto. Quando percebe que você está zangado, age como se estivesse realmente triste pelo que fez. Mas já é tarde demais para salvar sua coleção de selos. (Observe que o Pai nunca aponta o pecado nem acusa. Ele simplesmente prodigaliza amor e reintegra o pecador arrependido.)
2. Ontem a garotinha da vizinha passou de bicicleta por cima do canteiro de flores da sua mãe e respondeu mal quando você pediu que ela parasse de fazer aquilo. Você teve que replantar as flores. Hoje ela quer que você jogue bola com ela. Como você poderia falar- lhe sobre o pródigo (abundante) amor de Deus?

ANALISANDO

Como o texto de 1 João 3:1 se aplica a pessoas que deixam você aborrecido? Como se sente quem recebe abundante amor? (Maravilhosamente bem.) Vocês se sentirão melhor ainda quando ajudarem alguma outra pessoa a experimentar isso.
Lembrem-se de que

A GRAÇA NOS FAZ LEMBRAR DO LIBERAL AMOR DE DEUS.

 

PARTILHANDO A LIÇÃO
 
Lembretes de Amor Liberal
 
Levar de casa vários objetos domésticos comuns que farão com que os alunos se lembrem do liberal amor de Deus. Alguns exemplos: pazinha de lixo (o amor de Deus transborda); martelo (Deus está construindo mansões para nós); lencinho (Deus chora por um filho pródigo); assadeira de bolo (Deus deseja fazer uma festa para nós); prego (Deus deu Seu Filho, Jesus, para morrer por nós), etc.
Arranjar os objetos sobre a mesa e pedir que cada aluno pegue um deles e volte ao seu lugar. Então pedir que, um de cada vez, os alunos digam como aquele objeto irá sempre ajudá-los a lembrar-se do liberal (abundante) amor de Deus. (Em classes grandes, pedir que cada professor leve uma sacola com objetos suficientes para todos os alunos da sua unidade. Fazer a atividade em grupos ou unidades.)

ANALISANDO

De que maneira vocês poderiam usar esses objetos durante a semana para falar a alguém em seu lar, na escola, ou na vizinhança sobre o abundante amor de Deus? (Pedir que um aluno voluntário faça uma demonstração de como usar o objeto para atrair a atenção de alguém para o abundante amor de Deus.)

ENCERRAMENTO

Ore para que cada aluno decida estar no Céu com o Pai celeste e desfrutar Seu abundante amor para sempre. Encerrar orando os versos de Judas 24 e 25 como bênção final.

 
 
 
 
Um dia muito feliz, esbanjando amor. Com amor, Tia Célia