Texto Bíblico: João 3:1-17.
Comentário: O Deselado de Todas as Nacães, capítulo 17.
Verso BíbIico: João 3:12-15.

PREPARANDO-SE PARA ENSINAR

1. SINOPSE
Embora Nicodemos fizesse parte da elite dos líderes religiosos de Israel, estimava muito a voz de Deus. Ellen White descreveu como Nicodemos se condoía ao presenciar as atitudes ríspidas dos líderes religiosos contra Jesus, pois foi dessa mesma maneira que os líderes das gerações anteriores haviam tratado os profetas enviados por Deus. Certa noite, Nicodemos se aproximou cuidadosamente de Jesus, disposto a aprender mais do Mestre. Aquele encontro com o Salvador jamais seria esquecido, tão pouco as coisas ali aprendidas.
A lição desta semana retrata o processo da “experiência de conversão”. Por meio da experiência de Nicodemos, os alunos aprenderão que a conversão é uma jornada que dura a vida toda. Esta lição também poderá promover discussões a respeito da natureza do conhecimento — o conhecimento teórico versus o tipo de transformação que Ellen White descreveu como “regeneração”. No encontro com Nicodemos, Jesus usou várias metáforas e ilustrações que foram essenciais para a transformação daquele líder religioso: (1) um novo nascimento; (2) o trabalho do Espírito Santo comparado ao soprar do vento; (3) a dualidade da carne e do espírito; (4) a imagem do Calvário retratada na história encontrada no Antigo Testamento do povo de Israel sendo salvo ao fixar os olhos na serpente de bronze levantada no deserto.
Além das metáforas e das ilustrações utilizadas por Jesus para transmitir a essência de Sua missão na Terra, ainda há a mensagem registrada em João 3:16.
Muitos jovens não se sentem convertidos porque não passaram por uma experiência marcante de conversão. Como Nicodemos, a conversão pode ser gradual e, ainda assim, genuína.

 

II. OBJETIVOS
para os alunos
• Entender o processo natural da conversão. (Saber)
• Confiar que Deus os transformará à medida que eles permitirem que Deus opere. (Sentir)
• Escolher viver corajosamente para o reino de Deus. (Responder)

III. PARA OS PROFESSORES EXPLORAR EM
• A Experiência da salvação (Nisto Cremos, cap. 10)
• O Batismo (Nisto Cremos, cap. 14)
• Crescimento espiritual

ENSINANDO

I. INICIANDO
Atividade
Por que você acha que tantas pessoas possuem histórias emocionantes de conversão? Que condição climática descreve sua jornada com Deus?

Ilustração

Você já ouviu a história de Ignaz Philip Semmelweis? Na época em que Semmelweis nasceu, em 1818, era comum a mulher morrer durante o parto. Há registros de que uma em cada seis mulheres morria devido ao que costumavam chamar de “febre do parto”.
A rotina diária dos médicos geralmente começava realizando autópsias e lidando com situações emergenciais. Ao final do dia, os médicos atendiam as mulheres em trabalho de parto — sem lavar as mãos! O Dr. Semmelweis foi o primeiro a implantar a prática de lavar as mãos regularmente, entre cada exame, com uma solução de cloro. Durante os 11 anos que colocou esse método tão simples em prática, em vez de perder uma em cada seis mães, o Dr. Semmelweis perdeu apenas uma em cada cinqüenta mulheres.                                                                                                                                                                Dr. Semmelweis passou anos fazendo palestras em que implorava aos médicos: “Por favor, lavem as mãos!” Durante a revolução industrial, a tecnologia estava despontando. Assim, muitos médicos ficaram curiosos para conhecer as novas técnicas e descobertas significativas para a medicina. Pouquíssimas pessoas deram ouvidos à simples mensagem do Dr. Semmelweis. Na verdade, ao 47 anos, o Dr. Semelweis morreu devido a problemas mentais por se sentir frustrado e culpado pela morte desnecessária de tantas mulheres ao redor do mundo.
O rei Davi implorou: “Purifica-me!” João Batista convidou a nação inteira de Israel para se “arrepender” e lavar os velhos hábitos com o batismo e nascer do Espírito, começando, assim, uma vida totalmente nova. Jesus mesmo disse para Pedro: “Se Eu não lavar [os seus pés], você não será mais Meu discípulo!” João 13:8. A experiência do novo nascimento na Bíblia sempre esteve relacionada com a água e com o ato de lavar. A mensagem transmitida a Nicodemos foi: Arrependa-se. Lave-se. Pela fé, comece uma vida nova hoje mesmo e nasça do Espírito.

 

II. ENSINANDO A HISTÓRIA

Uma Ponte Para a História
Comente com os alunos em suas próprias palavras:
Ao estudar a história do encontro de Jesus e Nicodemos, note a abertura de Nicodemos aos ensinamentos de Crísto. A princípio, não compreende tudo, mas, ao contrário do mundo médico nos anos de 1800, Nicodemos não se opõe à mensagem de Cristo. O Dr. Semmelweis ficou louco tentando convencer as pessoas de que estavam erradas. Depois de muitos anos e de muitas mortes desnecessárias, o mundo finalmente descobriu que o Dr. Semmelweis estava certo. A partir daquele encontro inesquecível, as palavras e as obras de Cristo vagarosamente, mas constantemente, convenciam cada vez mais Nicodemos de que Ele era o Messias.

Aplicando a História (Para Professores)
Após ler com seus alunos a seção Estudando a História, use as perguntas a seguir em suas próprias palavras, para discutir com eles.
• Leia cuidadosamente cada palavra da história e tente observar algo que não tinha percebido antes.
• Destaque ou sublinhe cada pergunta feita por Jesus. Em sua opinião, quais são as perguntas mais difíceis de serem respondidas?
• De acordo com a história, quais são as características positivas e negativas do caráter de Nicodemos?
• Quais são os versos principais da história do encontro de Nicodemos com Jesus?
• Ao procurar transmitir a essência do reino de Deus para Nicodemos, quais são as metáforas e as ilustrações utilizadas por Jesus? (Leia também João 7:40-53 e João 19:38 e 39).
• Em sua opinião, qual é a mensagem central que Deus quer lhe dar ao estudar esta passagem bíblica?
• De que forma a história de Nicodemos se assemelha à sua? Em que se diferem?

Utilize as passagens a seguir como fontes alternativas relacionadas à lição desta semana:
João 1:10-12; Romanos 6:1-6; Atos 9; Números 21:7-9; Filipenses 1:6.

Mais Perguntas Para os Professores
Qual a semelhança entre o trabalho do Espírito Santo e o movimento do vento? Após discutir essa pergunta, leia Atos 2:1-12 e Atos 2:36-47 e analise as maneiras específicas pelas quais o Espírito Santo trabalha com as pessoas.
Em João 3:14, ao falar com Nicodemos, Jesus Se refere a uma história antiga conhecida por todos os mestres em Israel. Leia Números 21:4-9 e explique de que forma essa história está relacionada à missão de Cristo na Terra. De que maneira a cobra levantada no deserto representa Cristo sendo levantado no Calvário? Compare os dois acontecimentos e descubra a razão de Jesus ter feito essa comparação.
É provável que João 3:16 seja o verso mais conhecido da Bíblia, talvez porque seja tão simples que uma criança é capaz de aceitá-lo e, ao mesmo tempo, tão profundo que um estudioso não seja capaz de compreendê-lo totalmente. Já aconteceu de você ouvir tantas vezes uma coisa que ela acabou perdendo o sentido? Reescreva o verso de João 3:16 em suas próprias palavras e não utilize nenhuma das palavras citadas no texto bíblico. Compartilhe o que escreveu com a classe.
Se você tivesse a oportunidade de conversar com Jesus em particular e face a face como Nicodemos, o que diria ou perguntaria? Por quê? Da mesma forma que Jesus “mudou de assunto” com Nicodemos, que assunto imagina que Jesus abordaria com você? Por quê?

Apresentando o Contexto e o Cenário
Use as informações a seguir para elucidar alguns aspectos da histórja para seus alunos. Explique em suas próprias palavras.
O encontro de Jesus e Nicodemos ocorreu tarde da noite, num lugar em que a conversa não poderia ser interrompida. Alguns sugerem que o encontro ocorreu nessas condições porque Nicodemos queria ser o mais discreto possível devido ao medo de ser visto com Jesus. Mas essa idéia mostrou-se contraditória, pois, mais tarde, no capítulo 7, Nicodemos defendeu Jesus diante do Sinédrio.
Não sabemos a razão exata, mas talvez Nicodemos tenha procurado um encontro discreto com Jesus por almejar sinceramente entender Sua missão. Para isso, seria muito difícil conhecer a Cristo em meio à confusão da multidão e à marcação acirrada dos outros líderes religiosos. A aversão dos líderes religiosos para com Jesus não era novidade. Um pouco antes do encontro com Nicodemos, Jesus havia limpado o Templo, expulsando os cambistas e mercadores. Os líderes religiosos já estavam planejando puni-Lo por Se intrometer no que pensavam ser seu território.
Alguns dos pontos de discórdia da conversa entre Jesus e Nicodemos estavam relacionados ao nascimento e novo nascimento, à carne e ao Espírito e à mudança interior versus aparência exterior. Quando Jesus disse que era necessário nascer de novo para ver o reino de Deus, Nicodemos deve ter ficado confuso. Os judeus acreditavam que o batismo era necessário apenas para os não-judeus que se convertiam à fé de Israel. O batismo, ou o ritual de purificação com água, ocorria da mesma forma como hoje, mas era aplicado apenas aos gentios ou aos pagãos. Os judeus acreditavam tanto nesse ritual que, quando um gentio ou um pagão se convertia e era batizado, ele renascia como filho de Abraão em todos os sentidos. Jesus não estava ensinando algo estranho para Nicodemos. O que era estranho para ele é que, sendo alguém considerado filho de Abraão por sangue, deveria se submeter também ao batismo. Mas Jesus respondeu: “Quem nasce de pais humanos é um ser de natureza humana; quem nasce do Espírito é um ser de natureza espiritual.” João 3:6. Com isso, Jesus quis dizer que a única maneira de se tornar um verdadeiro filho de Abraão é renascer pela fé.
Logo depois, Jesus Se referiu à renovação interior que já tinha sido mencionada no Antigo Testamento também. Jeremias 31:33 e 34 e Ezequiel 36:26 falam da regeneração interior tão abordada no Novo Testamento.
Não foi por acaso que Jesus utilizou a história encontrada em Números 21:4-9 para ilustrar Sua missão e Sua autoridade. Apesar de as pessoas terem sido salvas ao escolherem fixar os olhos na serpente levantada no deserto por Moisés, demonstravam a mesma desobediência e atitude hostil manifestada pelo povo na época de Jesus. O significado dessa ilustração foi revelado nos versos 16- 21. A mensagem maravilhosa daquele encontro durante a noite foi que há apenas um caminho para a salvação.
Finalmente, Nicodemos fez a escolha que todos nós devemos fazer a respeito de Jesus.

 

III. ENCERRAMENTO
Atividade
Encerre com uma atividade. Explique em suas próprias palavras.
Divida os alunos em grupos de dois ou três. Peça que escrevam numa folha de papel as fases de crescimento que uma planta simples atravessa até atingir a maturidade. Convide-os a compartilhar com a classe suas respostas e discuta as semelhanças e as diferenças entre as várias respostas. Em seguida, incentive os grupos a discutirem as fases da regeneração ou da experiência do novo nascimento em Cristo. Da mesma forma que citaram as fases de crescimento de uma planta, peça que descrevam o processo de conversão de uma pessoa. Permita que compartilhem suas respostas com a classe.

Resumo
Compartilhe os seguintes pensamentos, usando suas próprias palavras:
Nicodemos encontrou o que estava procurando. Seu coração estava aberto e sua sensibilidade foi submetida à direção do Espírito de Deus em Cristo. Nicodemos amava Israel e esperava ansiosamente o dia em que o Messias viria. Talvez Nicodemos tenha sido otimista achando que os líderes religiosos pudessem aceitar a Cristo como o Messias prometido. Com o tempo, porém, percebeu que isso seria impossível. Mas as boas-novas são que Nicodemos se tornou parte da nova igreja depois da ressurreição de Cristo, o que nos diz que às vezes leva tempo para chegar ao amadurecimento espiritual. Considere as várias pessoas citadas na Bíblia que amadureceram com o passar do tempo. Há momentos que são extraordinários, como o batismo, por exemplo. Mas essa história nos ensina que, apesar do batismo, ou renascimento, ser fundamental, deve ser considerado como o início de uma jornada e não como a consumação final de nossa conversão. Ao refletir sobre sua vida, quais foram os momentos-chave que resultaram no seu crescimento espiritual? Talvez você deva se decidir pelo batismo porque reconhece que também precisa nascer de novo. Talvez você já tenha sido batizado, mas almeja ter seu coração transformado. Agora é o momento para pedir a ajuda de Deus e decidir mudar.

Dicas Para um Ensino de Primeira Linha

Demonstrando Aprovação
Demonstrar sua aprovação por uma Iidéia ou uma contribuição dada por um jovem em classe fará com que todos se sintam mais à vontade para participar. Uma das razões pelas quais os jovens não participam muito de debates e não gostam de compartilhar suas idéias em público é porque têm medo de se expor, de errarem ou serem ridicularizados. Assim, quando um jovem compartilhar com a classe uma de suas idéias, certifique-se de responder com uma palavra de encorajamento e incentivo, citando coisas específicas e, dessa forma, demonstrando sua aprovação. Uma das qualidades principais de um ambiente eficaz de aprendizagem é o sentimento positivo acerca do lugar, das pessoas e das coisas ditas em classe.

Lembre os alunos sobre o plano de leitura, em que eles estudarão, na série O Grande Conflito, o comentário inspirado da Bíblia. A leitura correspondente a esta lição é O Desejado de Todas as Nações, capítulo 17.

 

H2 level heading

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Praesent aliquam, justo convallis luctus rutrum, erat nulla fermentum diam, at nonummy quam ante ac quam. Maecenas urna purus, fermentum id, molestie in, commodo porttitor, felis. Nam blandit quam ut lacus. Quisque ornare risus quis ligula. Phasellus tristique purus a augue condimentum adipiscing. Aenean sagittis. Etiam leo pede, rhoncus venenatis, tristique in, vulputate at, odio.