Onde?

Uma maneira viva de aprender


Certo dia, Jesus e os discipulos estavam passando por uma cidadezinha, quando dez homens chamaram a atencção dEle. Os homens tinham as mâos enroladas com bandagens, e gritaram:
- Jesus, Mestre, tenha pena de nós!
Jesus virou-Se para olhar e viu os dez homens. Ele viu a mâo deles enfaixadas. A distância, Jesus também percebeu as choças miseráveis onde os homens moravam. As pessoas que estavam com Jesus também perceberam o que estava acontecendo. “Leprosos”, murmuraram os discipulos. Eles esperavam para ver o que Jesus faria.
A lepra era uma doença que mudava a cor da pele e diminuía o sentido do tato. Ela começava com os dedos das mãos e dos pés e das mãos. Então, aqueles ferimentos horríveis aumentavam e destruíam a carne. E todos os leprosos tinham que amarrar bandagens nas mãos.
Ninguém desejava se aproximar de um leproso, pois temia ser contagiado com a doença. De maneira que o leproso precisava gritar: “Imundo! Imundo!” para avisar as pessoas que fossem embora.
A triste visao daqueles dez leprosos tocou o coração amoroso de Jesus. De maneira que Jesus gritou para eles:
- Vão! Mostrem-se aos sacerdotes!
Por um momento, os homens ficaram desapontados com Jesus. Por que não caminhou até eles e curou suas manchas? Mas, então, perceberam por que Ele os enviara ao sacerdote.
Os leprosos sabiam que uma lei antiga de Moisés requeria que leprosos curados se mostrassem ao sacerdote. Se o sacerdote os declarasse curados, todos lhes dariam as boas-vindas ao voltarem para o povoado. Eles novamente poderiam voltar a conviver com os familiares.
-Estamos esperando o que? – perguntaram uns aos outros. Eles se voltaram e manquejaram em direção à sinagoga mais próxima. Os trapos tremulavam de suas mãos enroladas.
Enquanto se apressavam, o sentido do tato novamente voltou a suas mãos e pés. Eles rasgaram a bandagem das mãos. Eles estavam realmente curados. Vendo isto, os homens correram ainda mais depressa – nove deles. Mas um homem era samaritano. Ele era duas vezes infeliz. Era tratado como rejeitadop porque era um odiado samariotano, e também era rejeitado por ser  leproso. Isto mesmo: o samaritano era considerado duas vezes imundo!
Embora o samaritano desejasse ir ao sacerdote e ser declarado curado como os outros, ele se voltou e foi ao encontro de Jesus, ajoelhando-se aos Seus pés.
- Muito obrigado – sussurrou ele. Depois em voz mais alta: - Muito obrigado, muito obrigado, muito obrigado!
Os olhos de Jesus brilharam. Tão poucas pessoas permaneciam para partilhar seus agradecimentos a Ele. Tão poucos manifestaram seu alegre louvor e O adoraram quando foram curados.
- Não foram dez os curados? – Jesus perguntou. – Onde estão os nove? Só este samaritano veio agradecer  a Deus e louvá-Lo?
Então, Jesus disse:
- Levante-se e vai. Por causa de sua grande fé você foi curado.
A alegria transbordou do coração do samaritano. Com coração agradecido. Ele adorou a Deus.

Analisando
Dar tempo para respostas. Como o samaritano leproso era tratado pelas pessoas do povoado (Era tratado como se fosse sujo, e elas não podiam tocar nele.)
Quando vocês ficam doentes, o que a mãe de vocês faz? (Ela vê se vocês estão com febre, os leva para a cama, leva alimento para vocês. O que mudaria se vocês tivessem lepra naquele tempo? ( Não teriam o sentido do tato, não seria tocado, teriam que cuidar de si mesmos.)
Quem em nossa sociedade de hoje é tratado como imundo e intocável? (Muitas pessoas pobres; os que têm AIDS, pessoas de rua, crianças que não tem o que vestir; etc.)
Como vocês reagiriam se alguma coisa que os tenha feito sentir-se rejeitados fosse removida e vocês pudessem sentir-se como os demais? O que isso os levariam a fazer? (Rir, celebrar, louvar a Deus.)
Deus é muito bondoso para conosco.Ele nos salva do pecado. O pecado é maior que a lepra. O que vocês gostariam de fazer acerca do amor de Deus por vocês. Dar tempo para comentários. Vamos dizer juntos nossa mensagem:

ADORAMOS A DEUS ATRAVÉS DE NOSSA GRATIDÃO.

Repita comigo...