** Um menino reparte seu lanche **

Não esqueçam...de repartir seu pão

Comunidade

Comunicade significa família e amigos

Verso BÍBLICO Para MeMorizar (rb 2t 03 azul)

“Façamos o bem a todos.” Gálatas 6:10 NVI

 

Referências:

Mateus 14:13-21, Marcos 6:32-44, Lucas 9:10-17, João 6:1-13; O Desejado de Todas as Nações, de Ellen G. White, CPB págs. 364-371.

jj

Sugestões de objetivos para tua classe alcançar:

Saber que Jesus se preocupa com as pessoas que passam fome

Sentir -me segura de que Deus compreende como me sinto

Responder repartindo alguma coisa com  pessoas que passam fome em sua comunidade

 

::::::MeNsAgEm CeNtRal::::::  As pessoas na família de Deus repartem com outros

REsuMO da HIStóRIA bíBLIca:

            Multidões de pessoas ouvem Jesus durante o dia inteiro. Elas vêem Jesus curar os doentes. À tardinha elas estão com muita forme, mas não tem nada para comer.  Mas um menino tem 5 pãezinhos e 2 peixes que deseja partilhar. Ele dá seu lanche a Jesus.  Jesus ora sobre o alimento, e há alimento suficiente para alimentar a todos, com muita sobra.  Jesus alimenta 5.000 homens, além de mulheres e crianças, de uma pequena quantidade de alimento.

 

Este estudo hoje enfoca a COMUNIDADE

            Jesus viu a necessidade e alimentou mais de 5000 homens além de mulheres e crianças,  de uma pequena quantidade de alimento, porque Ele as amava e reconheceu a necessidade delas.  As pessoas que amam a Jesus ajudam a satisfazer as necessidades de pessoas de sua comunidade.

 

Enriquecimento

            “Aquele que ensinou ao povo o meio de conseguir a paz e a felicidade, era tão solícito por suas necessidades temporais como pelas espirituais.  O povo estava cansado e fraco. Havia mães com criancinhas nos braços, e pequenos pendurados às saias.  Muitos tinham permanecido de pé por horas.   Haviam estado tão intensamente interessados nas palavras de Cristo, que nem uma vez pensaram em sentar-se e era tão grande a multidão que havia perigo de pisarem-se uns aos outros.  Jesus lhes deu oportunidade de descansar, mandando-os sentar-se.  Havia no lugar muita relva, e todos podiam repousar confortavelmente."

"Cristo nunca operou um milagre, senão para satisfazer uma necessidade real, e todo milagre era de molde a  dirigir o povo à árvore da vida...

"Àquela  grande massa, fatigada e faminta depois de longo emocionante dia, a singela refeição era uma prova, não somente de Seu poder, mas do terno cuidado que tinha para com eles quanto às necessidades comuns da vida. ...

"Mas Jesus nos manda: "Dai-lhes vós de comer." Mat 14.16. Sua ordem é uma promessa; e em seu apoio está o mesmo poder que alimentou a multidão junto ao mar." - O Desejado de Todas as Nações, págs. 365-369 

 

Aprendendo o verso bíblico: Mateus 14:17 - 5 pães e 2 peixes

 

Aprendendo o verso bíblico: Hebreus 13:16 repartir com os outros

 

Ensinando

MOMENTO DOS PAIS

Pais ocupados normalmente chegam à igreja cansados e estressados pelas atividades semanais e por participar da preparação da família para o “dia de descanso”. Partilhar uma palavra de estímulo com eles durante a Escola Sabatina (possivelmente durante as Atividades Prévias), algo que mostrará seu cuidado e preocupação por eles. As declarações que se seguem foram preparadas por mães e pais jovens como sugestões, e podem ser usadas a seu critério quando você desejar.
Sempre usar o primeiro sábado do mês para orientar as mães sobre a lição que será estudada e como será importante a participação delas nas atividades em casa com as crianças. Orientar também sobre a programação da Escola Sabatina e sobre a ajuda delas nos cânticos e em distribuir os materiais usados pelas crianças. Apresentar material que possa ser adquirido ou confeccionado pelos pais, para tornar o culto da criança o mais atrativo possível.
Nas semanas seguintes, incentivar as mães a partilharem umas com as outras as experiências do culto familiar com a criança e as reações dela às atividades realizadas em casa.

Semana 1

A campainha tocou. Meu marido atendeu e eu ouvi a voz de duas mulheres da igreja. Elas entraram na cozinha, trazendo seus presentes de amor. Três caçarolas, duas saladas, dois pratos de biscoito e um pão. Puseram tudo em cima da minha mesa. Eu pude ver que meu marido já salivava. Minha mãe havia ficado conosco por uma semana após o nascimento de nosso bebê, mas agora ela havia ido embora, e eu ainda não me sentia disposta a voltar a cozinhar. Estas bondosas mulheres haviam trabalhado com algumas outras pessoas para nos trazer alimento suficiente para várias refeições futuras. “Obrigada! E muita gentileza de vocês!”, eu disse. Elas se alegraram ao ver o bebê, e então saíram. Mas seus deliciosos presentes preencheram nosso estômago e nosso coração.
Quais são algumas das maneiras como as pessoas têm partilhado amor por você? Como podemos melhorar nossos relacionamentos com os outros?

Semana 2

Depois de amamentar meu filho mais novo no provador da loja, deitei meu agitado bebê no carrinho e comecei a trocar-lhe a fralda. Estávamos fazendo compras com a vovó que viera passar algum tempo conosco por ocasião do nascimento do bebê. Meu filhinho de três anos decidiu que já havia ficado na loja por muito tempo e começou a correr de um lado para outro. De repente, senti algo morninho molhando meu pé. Do canto do carrinho escorria um riozinho de xi- xi do bebê que esperava outra fralda. Meu pé e o piso ficaram molhados. Por que saí às compras hoje? pensei.
Por certo você já teve dias quando ficou imaginando por que saiu de casa! Todos nós já tivemos dias assim! Jesus nos promete “estarei sempre com vocês” (Mat. 28:20, NVI, grifo nosso). Acho que isso quer dizer que Ele está conosco mesmo nesses dias quando percebemos que deveríamos ter ficado em casa.
Contar acerca de ocasiões em que saiu de casa e se arrependeu de ter saído. De que modo podem as palavras de Jesus, “estarei sempre com vocês”, servir de encorajamento para você?  

Semana 3

A brisa do oceano refrescava meu rosto. Eu mal podia esperar para levar nosso filhinho de 15 meses à praia. Lá estávamos nós! Ele adorou brincar com a areia, mas as ondas eram grandes demais e o amedrontavam. Tentamos muitas vezes encorajá-lo a entrar na água, mas em vão.
As horas se passaram. Quase no fim do dia, pouco antes de irmos embora, resolvemos entrar na água mais uma vez. Desta vez a coragem do menino havia aumentado. Ele procurou minha mão e a mão da mãe, segurou nossas mãos confiantemente, e enfrentou as ondas. Mais tarde refletindo sobre o incidente, orei: “Senhor, ajuda nosso filho a segurar confiantemente na Tua mão!”
Comentar sobre maneiras de ensinar nossos filhos a segurar firme na mão de Deus.

Semana 4

Estava escuro como breu no fundo da Caverna Mammoth — mais escuro do que qualquer noite. Estávamos no momento da visita quando o guia apaga as luzes para dar aos visitantes a oportunidade de experimentar completa escuridão — tanta escuridão que não se conseguia ver a própria mão na frente dos olhos. Nosso filho mais novo agarrou a perna do pai e sussurrou: “Papai, será que Jesus sabe que estamos aqui embaixo?”
Ele sempre sabe onde estamos. Não importa quão escuro, quão desesperadora a situação, ou quão longe a luz pareça estar; Ele sabe e prometeu nunca nos deixar. “Estarei sempre com vocês.” Mat. 28:20, NVI.
Partilhar algum momento quando voc ê sentiu que era a hora mais escura da sua vida. Como Jesus o(a) ajudou a superar?

Semana 5 (Opcional)

Estávamos visitando meus pais quando meu filho de 17 meses foi severamente picado por formigas-lava-pé. Levamos o menino ao pronto-socorro e foi-nos dito que deveríamos abrir cada uma das picadas já inchadas para colocar medicamento. No dia seguinte ele estava brincando com o priminho, quando pulou da cama e deslocou o ombro. Assim, tivemos que correr novamente ao pronto-socorro. Eles nos perguntaram sobre os feios vergões, embora tivéssemos estado ali no dia anterior. O ombro do garoto foi colocado no lugar e voltamos para casa.
No dia seguinte, ele correu porta afora em direção à calçada molhada, onde o vovô lavava o carro. Inacreditavelmente, ele escorregou e caiu de tal jeito que fraturou a perna. Eu não queria voltar ao mesmo pronto-socorro em que havia me dirigido nos dois dias anteriores, mas era o mais próximo, e o menino sentia tanta dor, que lá fomos nós. Depois de ver a criança no pronto-socorro três vezes em três dias, as pessoas daquele estabelecimento avisaram o serviço de proteção ao menor, que veio imediatamente e não me permitiu ficar com meu filhinho. Fiquei desorientada! Mais tarde tudo foi resolvido, e dentro de algumas horas nos permitiram ficar juntos novamente. Superei aquela terrível situação, mas nunca me esquecerei do sentimento de desamparo que experimentei.
Partilhar ocasiões em que você se sentiu totalmente desamparada, indefesa com relação aos próprios filhos. Como Deus é de grande ajuda em tais momentos?

ATIVIDADES PRÉVIAS


Planejar brincadeiras simples sobre o tapete, coberta, lençol ou acolchoado para as crianças que chegam cedo. As crianças devem participar dessas atividades supervisionadas por um adulto até a hora de iniciar o programa. Os brinquedos usados nessas atividades devem estar relacionados com o programa que é baseado na história bíblica do mês.
Escolher entre as seguintes atividades sugeridas para este mês. Certificar-se de incluir algo apropriado para a idade de cada uma das crianças da sua classe.

A. Cesta de Livros
Providenciar uma cesta com livrinhos infantis duráveis com gravuras sobre peixes ou vida marinha e/ou pão.

B. Cesta de Partilha
Providenciar brinquedos e estimular as crianças a partilharem e se revezarem.

C. Animais e Objetos do Mar
Colocar em uma caixa peixes de plástico, dobradura de peixe, cavalo-marinho, conchas, pedras e outros objetos do mar.

D. Caixa da Natureza
Uma caixa com animais de brinquedo, pedras, penas, flores, conchas etc. para as crianças tocarem e verem.

INICIANDO A ESCOLA SABATINA  

A. Boas-vindas
 
Dizer: Bom-dia, meninos e meninas! Estou muito feliz em ver cada um de vocês hoje aqui! Dar as boas-vindas a cada criança ao cantar: “Hoje É Sábado” (ver bandeirinhas
pág. 56).


Dizer: O sábado é um dia especial. Vemos muitos amigos na igreja aos sábados. Vamos ver neste espelho quem veio à Escola Sabatina hoje. Andar ao redor e segurar o espelho na frente do rosto de cada criança enquanto canta “Boas-Vindas” (ver pág. 56).

Dizer: A Escola Sabatina é um lugar especial para se estar. Viemos à Escola Sabatina para aprender sobre Jesus e o quanto Ele nos ama. Distribuir as bandeirinhas “Jesus me Ama” enquanto cantam: “Cristo me Ama” (ver pág. 57).

B. Oração

Dizer: Jesus deseja estar conosco na Escola Sabatina. Vamos convidá-Lo. Incentivar as crianças a se ajoelharem e se prepararem para a oração enquanto cantam: “Oração” (ver pág. 57).
Fazer uma ora ção simples dando tempo para as crianças repetirem suas palavras: Querido Jesus, nós Te agradecemos por estares conosco em nossa Escola Sabatina. Agradecemos pela Bíblia e pelas histórias que falam de Ti. Amém.

C. Visitas
Cantar: “Hoje um Amiguinho” (ver pág. 56). Dar as boas-vindas a cada visitinha (bem como aos pais que estiverem visitando).

D. Ofertas

Dizer: Muitas crianças não sabem que Jesus as ama. Nossas ofertas vão ajudá-las a aprenderem sobre Jesus. Fazer um tambor para que as crianças coloquem as ofertas dentro dele. Enquanto as ofertas estiverem sendo colocadas, cantar: “Minha Ofertinha” (ver pág. 57).

Dizer: Muito obrigada, meninos e meninas, por trazerem suas ofertas. Agora vamos fechar os olhos enquanto pedimos que Jësus abençoe a oferta. Juntar as mãos, fechar os olhos e fazer uma oração simples, com palavras mais ou menos assim: Querido Jesus, esta ofertinha é Tua. Queremos que outras criancinhas aprendam sobre o Teu amor. Amém.

E. Aniversariantes

Neste ano estamos sugerindo o “Cantinho do Aniversariante”. Você pode enfeitar uma cadeira com flores, colocar uma almofada bonita, um tapete no chão etc.

Dizer: Alguém aqui fez aniversário. Vocês querem saber quem é? Vamos fechar os olhos e cantar. Cantar: “Quem Fez Aniversário?” (ver pág. 58). Levar a criança que fez aniversário à frente enquanto cantam. Em seguida cantar “Parabéns a Você” (ver pág. 58).
Dizer: Jesus ama todas as crianças e também ama muito você, (nome da criança). Vamos agradecer a Jesus por dar a você mais um ano de vida. Fazer uma oração especial pela criança. Dar à criança um pequeno presente em nome da Escola Sabatina.

VIVENCIANDO A HISTÓRIA

A. Verso Para Decorar

Dizer: Está na hora de olharmos nossas Bíblias. Dar a cada criança uma Bíblia pequena de feltro ou cartolina contendo pelo menos uma gravura de Jesus, mais algumas gravuras de diferentes cenários, se possível. Enquanto as crianças olham suas Bíblias, cantar: “A Bíblia, a Palavra de Deus” (ver pág. 58).
Dizer: Nosso Verso Para Decorar está na Bíblia. Ele diz: “Façamos o bem a _todos!” Repitam comigo. Temos nosso Verso Para Decorar em cântico também.
Vamos cantar “Façamos Sempre o Bem” (ver pág. 63).

B. Pães e Peixes
Dizer:
Nossa história bíblica é sobre um menino que certo dia foi ver Jesus. Ele ouvira que Jesus estava contando histórias longe dali, e ele queria ir. Assim sua mãe lhe preparou um lanche no caso de ele ficar com fome. Seu lanche consistia de dois peixinhos e cinco pãezinhos. Distribuir uma cestinha ou saquinho de papel com cinco pãezinhos e dois peixinhos (de pano, plástico, feltro etc.) para cada criança. Cantar: “A Multiplicação dos Pães” (ver pág. 63). 

C. Andando à Beira do Mar
Dizer:
O menino foi caminhando para onde Jesus estava. Ele fizera uma gostosa caminhada à beira do mar. Se possível levar as crianças para uma caminhada ao ar livre. Se não, caminhar em torno da sala ou em qualquer espaço disponível. Cantar o cântico: “Coisas que Deus Criou” (ver pág. 61).
D. Brisa do Mar
Dizer:
O menino sentiu uma brisa suave soprando do Mar da Galiléia. Pedir que as crianças fiquem de pé e se balancem para a frente e para trás com os braços esticados para cima. Criar uma brisa ligando um ventilador em direção às crianças. Can________ tar: “Coisas que Deus Criou” (ver pág. 61).
E. Perfume das Flores
Dizer:
O menino sentiu o perfume das belas flores que se inclinavam no campo. Ele pode até mesmo ter colhido algumas delas. Se você usar flores artificiais, borrifar um pouco de perfume nelas antes de começar a atividade. Convidar as crianças para pegar uma flor e cheirar enquanto cantam: “Quem Fez?” (ver pág. 58).
F. Jesus é Amor
Dizer:
Então o menino continuou o seu caminho até onde Jesus estava. Jesus Se encontrava na encosta de uma montanha. Muitas pessoas também estavam ali para ver Jesus. O menino viu que Jesus curava as pessoas. Ele ouviu Jesus contar histórias, O menino amou muito a Jesus e ficou muito feliz ao saber que Jesus também o amava!
G. Pessoas Famintas
Dizer:
O menino e todas as outras pessoas ficaram com Jesus durante o dia inteiro. Antes que percebessem, já era muito tarde e eles estavam com muita fome. Jesus sabia que as pessoas estavam com fome. Ele ficou triste por causa delas. Jesus pediu a Seus ajudantes que dessem alimento para todas elas. Fazer juntos o seguinte recitativo animado:

As pessoas Jesus viu
Que vieram para ouvi-Lo.
Tinham estado o dia todo,
Ouvindo o que falava.
Estavam com fome, Ele sabia,
Pois chegava o fim do dia.
“Dêem alimento para todos”,
A Seus discípulos Jesus disse.

(mão sobre os olhos, olhando à distância)
(mão fechada atrás da orelha)
(braços abertos indicando envolvimento)
(mão no queixo e olhar fixo)
(curvar com a mão sobre o estômago)
(apontar para o horizonte)
(levar a mão à boca algumas vezes)
(dedo em riste)

Você precisará:

Você precisará:
ventilador

Você precisará:
Jflores
naturais ou artificiais
vaso
perfume

41

Você H. Partilhando Alimento
precisará: Dizer:
Quando os ajudantes de Jesus perguntaram se alguém tinha algum aliLi cesta grande mento, um menino lhes disse que tinha um lanche. Ele tinha somente (contar nos Li peixes de dedos) um, dois peixinhos e (contar nos dedos) um, dois, três, quatro, cinco pãezibrinquedo ou nhos. Isso não significava nada para toda aquela gente, mas o menino queria parde feltro tilhar seu lanche com outros. Distribuir os pãezinhos e peixinhos artificiais para
Jpães as crianças. Pedir que as crianças venham à frente e coloquem seus peixes e pães artificiais em uma grande cesta ou os de feltro no flanelógrafo. Cantar: “A Multiplicação dos ou de feltro Pães” (ver pág. 63).
1. Verso Para Decorar
Dizer:
O menino havia aprendido que Jesus deseja que partilhemos com outros. Partilhar é uma das maneiras de fazer o bem aos outros. É isso que diz nosso Verso Para Decorar Cantem comigo nosso verso. “Façamos Sempre o Bem” (ver pág. 63).
J. A Bênção
Você Dizer:
Jesus ficou feliz com o lanche do menino. Jesus olhou para todas aquerecisará las pessoas com fome. Então olhou para aqueles peixinhos — um, dois peixinhos — e para aqueles pãezinhos — um, dojs, três, quatro, cinco pãezinhos. Jesus pediu que
Li manta grande as pessoas se assentassem na grama. Pedir que as crian ças se assentem na manta ou cobertor ou cobertor. Isso daria para alimentar a nós todos? Em classes menores dizer: Isso seria suficiente para alimentar muitas pessoas? Não. Mas vamos ver o que aconteceu. Jesus olhou em direção ao céu efez uma oração mais ou menos assim: (olhar para o céu e convidar as crianças a se juntarem a você ao recitar o seguinte:
Papai do C éu, abençoa
A comidinha tão boa. Amém.
______ L. Partindo o Pão
Você Dizer:
Então Jesus partiu o pão em pequenos pedaços e pediu a Seus ajudantes
precisará: que o repartisse com as pessoas. E aqueles dois peixinhos e cinco pãezinhos (contar
Jpãeziniios nos dedos) alimentaram todas aquelas pessoas que estavam com fome. Houve bastante cestinhas de alimento para todos. Quando todas aquelas pessoas já estavam satisfeitas, ainda sobraram doze cestas cheias de alimento!
Distribuir os p ãezinhos para cada criança. Pedir que as crianças os coloquem nas cestinhas.


M. Partilhando Alimento
Você Dizer:
Jesusficoufeliz porque o menino partilhou seu lanche. Jesus também fica precisará: feliz quando partilhamos nosso alimento. Dar duas frutas iguais para as crianças partilharem com alguém.
frutas
N. Partilhando Brinquedos
Você Dizer:
Também existem outras coisas que podemos partilhar Podemos partilhar precisará: nossos brinquedos. Distribuir os brinquedos para a metade das crianças. Permittir que
segurem enquanto cantam “Cântico de partilha” (ver pág. 60).
Li brinquedos . . . . .
Pedir que as primeiras crianças partilhem seus brinquedos com o segundo grupo, para que este tenha a sua vez de brincar.

O. Verso Para Decorar
Dizer:
Jesus fica contente quando partilhamos com outros. Partilhar é uma das maneiras de fazermos o bem a todos. Vamos cantar nosso cântico do Verso Para Decorar (ver pág. 63).

ATIVIDADE PARA FIXACÃO (OPCIONAL)
Você
Semana 1 precisará:
J
cópias da
Cesta de Pões e Peixes cestinhas, dos
Com antecedência fazer cópias da cestinha, dos pães (cinco) e peixes (dois) para pães e peixes
cada criança e recortá-los. Dar a cada criança dois peixinhos e cinco pãezinhos e (ver pág. 52)
ajud á-las a colar na cesta. hesoura
Jcola
Semana 2
Você
-
Pao Para Partilhar
precisara:
. . ,
Com antecedencia fazer para cada criança uma copia do pao (ver pag. Ícópias do pão 53) com o Verso Para Decorar. Durante a classe, as pessoas adultas recor(ver pág. 53) tam o pão. As crianças podem levar seus “pães” para casa e partilhá-los tesoura com alguém. Você
precisará:
J
cópias do
Semana 3 aquário (ver
pág. 54)
Aquário cópias dos
Com antecedência fazer para cada criança cópias do aquário e dos peixes (ver pág. peixes (ver
54). Recortar e ajudar as crianças a colarem os peixes no aquário. Pintar a água do pag. 54)
aqu ário e os peixinhos. tesoura
cola
lápis de cor
Semana 4
Copo Para Partilhar
Fazer cestas com os copos de papel, colocando uma alça de Você cartolina em cada copo. Permitir que as crianças colem adesivos
precisara:
em suas cestas . Sugerir que em casa a mae coloque alguma
coisa para a criança partilhar com alguém. J cópias
do molde
da luvinha
Semana 5 (Opcional) em formato
de peixe (ver
Luvinha de dedo em formato de Peixe pág. 55)
Com anteced ência fazer duas cópias do peixe (ver pág. 55) para cada criança e re- tesoura cortar. Colar as laterais deixando um espaço aberto para a criança colocar o dedo. D cola
43

Você
precisará:
copos
descartáveis cartolina
adesivos



Atividades Bíblicas
Se houver tempo de sobra, os familiares ou auxiliares podem escolher uma de várias atividades para reforçar a história bíblica do mês. As atividades preparatórias sugeridas no início do programa podem ser utilizadas novamente.

ENCERRAMENTO

Dizer: Jesus deseja que partilhemos com outros justamente como o menino partilhou seu lanche. Não se esqueçam de partilhar durante a semana. Fazer uma oração breve, mais ou menos assim: Querido Jesus, nós Te agradecemos pelo menino que partilhou seus peixinhos epãezinhos. Por favor ajuda-nos também a sentir desejo de partilhar com os outros. Amém.

 
 
 
 
 

Palavras cruzadas

 

Deus ordenou a darmos de comer aos que necessitam. Pense um pouquinho e dê de comer a alguém que você conhece (ou que não conhece...) Ótimo dia, praticando o bem... Com amor, Tia Célia