Verso bíblico para memorizar

(pr 4t 07 08A):

“Transformarei o lamento deles em júbilo; Eu lhes darei consolo e alegria
em vez de tristeza.” Jeremias 31:13, NVI.

Texto(s) Chave e Referências

Lucas 7:11-17; O Desejado de Todas as Nações, de Ellen G. White, págs. 318-320.
 

Objetivos

SABER que Jesus compreende nossas tristezas e sofrimentos.
SENTIR que Jesus deseja transformar nossa tristeza em alegria.
RESPONDER agradecendo a Deus Seu carinho e amor nas horas de tristeza.
 

A Mensagem

Jesus nos concede gratuitamente Seu amor e graça

 

Veja atividade para chamar a atenção dos alunos para o assunto a ser tratado durante a lição: combustível do corpo

 

Veja atividade para chamar a atenção dos alunos para o assunto a ser tratado durante a lição: amor de Deus é grande como

 

Veja mais detalhes desta história: Jesus ressuscita filho viúva de Naim 1

Da Tristeza  Para a Alegria

O amor de Jesus é um presente.

Não o merecemos nem podemos comprá-lo.

A Lição Bíblica de Relance

Ao se aproximarem da pequena cidade de Naim, Jesus e Seus discípulos encontram um cortejo fúnebre do filho único de uma viúva que morava na cidade. Jesus sente compaixão da mulher e lhe diz que não chore. Então, Ele Se aproxima do caixão, toca-o, e diz para o jovem morto que se levante, O rapaz obedece imediatamente, senta-se e começa a falar. Jesus, então, entrega o jovem à sua mãe, e há ali uma feliz reunião. Aqueles que presenciam ficam “cheios de temor” e dizem que Jesus é um profeta enviado por Deus para ajudar Seu povo. Esse é a primeira ressurreição de alguém registrada durante o tempo que Jesus viveu na Terra.

Esta história bíblica hoje enfoca a Graça
A viúva não pediu ajuda a Jesus. Ele Se encheu de compaixão e espontaneamente, sem restrição ou pretensão, agiu para restabelecer o filho, que era a única fonte de sustento que a viúva possuía. As boas-novas são que Jesus viera para ajudar Seu povo, e nós ficamos cheios de temor e alegria por essa manifestação de Seu poder.

 

Enriquecimento:


Os judeus alugavam pranteadores para chorar quando alguém morria. Eles também alugavam tocadores de flauta. Uma pessoa enlutada rasgava a roupa que usava. Havia 39 regulamentos para orientar como os lamentadores deveriam rasgar sua vestimenta! O filho da viúva com certeza estava em um longo cesto de vime, tal como os usados nos tempos do Novo Testamento para transportar os mortos para o local do sepultamento. Um filho era importante para a mulher, especialmente viúva, desde que era responsabilidade dele cuidar da mãe. Essa foi a primeira vez que Jesus ressuscitou alguém. (Fonte: The SDA Bible Commentary, vol. 5, pág. 757; The SDA Bible Dictionary, vol. 5, pág. 767.)
“O toque de Jesus no esquife era sinal para que os carregadores parassem. De acordo com a lei de Moisés, o contato, de qualquer maneira, com o morto, mesmo que fosse tocar o caixão, provocava contaminação cerimonial durante sete dias. ... Mas para Jesus — que não conhecia nem o pecado nem a contaminação, e era a Fonte da vida — não havia contaminação pelo contato com a morte.” — The SDA Bible Commentary, vol. 5, pág. 757.
“Era um espetáculo de molde a despertar a compaixão. O falecido era filho único de sua mãe, e esta uma viúva. A solitária aflita acompanhava à sepultura seu único sustentáculo e conforto terrestre. ‘Vendo-a, o Senhor moveu-Se de íntima compaixão por ela.’ Caminhando a pobre mãe, olhos cegados pelo pranto, sem reparar em Sua presença, Ele Se lhe chegou bem perto, dizendo suave- mente: ‘Não chores.’ Lucas 7:13. Cristo estava prestes a transformar-lhe a dor em gozo; não pôde, no entanto, eximir-se a essa expressão de tema simpatia.” — O Desejado de Todas as Nações, pág. 318.


Os menores imprimem desenho para pintar filho viuva naim 5

 

Cânticos sugestivos
“À imagem de Deus”
“ O Nome de Jesus”

Ofertas
Continuar a recolher a oferta em uma caixa de presente.

Lição Bíblica
Vivenciando a história

Personagens: Diversos carregadores de esquife.
Pedir que diversas crianças encenem  ao carregar uma cesta grande e comprida para a frente da sala.
Jesus e Seus amigos conversavam e sorriam ao caminharem por uma estrada poeirenta. A pequena cidade montanhesa de Naim apareceu diante deles. A estrada era acidentada e pedregosa em alguns lugares ao subir em direção à cidade. Ao longo do caminho. Jesus vinha falando às pessoas sobre o amor de Deus para com elas. Ele havia curado ops doentes que encontrara em Seu caminho.
Perto de Naim, o grupo alegre parou de repente. Todos ficaram silenciosos diante de um cortejo triste que deixava o portão da cidade. Um ar de tristeza irrompeu do rosto de Jesus. Enquanto a procissão se aproximava, Jesus e Seus amigos  souberam que uma viúva perdera seu único filho. Jesus viu o coração quebrantado da mulher. Seu próprio coração se encheu de tristeza ao ver aquela mãe sofrendo tanto. Ele sentiu a tristeza e o desespero dela enquanto ela chorava pelo filho. Jesus sabia que o marido dela morrera algum tempo antes. O filho tinha sido o único a cuidar dela desde que o pai morrera. Mas, naquele momento, a mulher não tinha mais ninguém. É provavel que tivesse  sido deixada sem dinheiro e sem lar.
A mulher prosseguia, chorando,e  não percebeu a presença de Jesus. Ele se aproximou dela e falou-lhe bondosamente:
- Não chore.
Então, Jesus Se voltou para o esquife aberto no qual estava o filho dela. Os homens que levavam o esquife pararam ao Jesus colocar a mão nele. Todos esperavam para ver o que aconteceria a seguir.
Olhando para o corpo sem vida, Jesus disse;
- Jovem, Eu lhe digo, levante-se!
A voz forte de Jesus alcançou a multidão. De repente, o filho da viúva sentou-se e começou a falar!
- Eis aqui seu filho! – Jesus disse disse à maravilhada mãe. A mulher e o filho se abraçaram fortemente, enquanto as lágrimas de trsiteza de poucos instantes  atrás se transformaram em lágrimas de alegria!
Os que viram o que havia acontecido ficaram maravilhados e começaram a louvar a Deus. E a novidade sobre Jesus interrompenso um funeral se espalhou para longe e amplamente! As pessoas nunca  haviam ouvido sobre tal coisa. Mas, o que estavam ali e viram o que acontecera, rapidamente espalharam a notícia para outras pessoas.
Aquela era a primeira vez enquanto estava na Terra que Jesus ressucitara uma pessoa. Jesus nos ama da mesma forma como amou a viúva e seu filho. Ela não pedira ajuda a Jesus. Ele viu suas lágrimas e sua tristeza, e ficou com pena dela. Seu amor e preocupação pelo sofrimento dela O levou a realizar um milagre de vida. Jesus transformou a tristeza daquela mãe em alegria.
Jesus também pode transformar nossa tristeza em alegria. Ele ama cada um de nós e deseja que sejamos felizes. Ele transformará muitas tristezas em alegria quando vier novamente. E nessa ocasião Ele ressucitará aqueles que estiverem  na sepultura e Lhe deram o coração antes de morrer. Que dia de alegria será aquele! Mães, pais, meninos e meninas estarão novamente juntos para viver com Jesus para sempre!

Verso para decorar

Escrever o Verso Para Decorar em forma de jogral onde todos possam ver. Repetir várias vezes até que todos saibam de cor.

Meninas: “ Transformarei
Meninos: o lamento deles em júbilo;
Meninas: Eu lhes darei consolo
Meninos: e alegria em vez de tristeza.”
Todos: Jeremias 31:13

Estudo da Bíblia
A Bíblia nos fala sobre outras ocasiões em que Jesus ressucitou pessoas. Vamos descobrir duas dessas ocasiões. Enquanto vocês lêem dois textos bíblicos, pensem no que aconteceu. Como Jesus transformou a tristeza em alegria? Preparem-se para falar sobre isso.
Pedir que voluntários leiam os textos abaixo.

Mateus 9:18, 19, 23-25 (a filha do dirigente da sinagoga)
João 11:38-44 (Lázaro)