Eliseu e o azeite que não se acabava

Pagando uma dívida da viúva

 

Podemos servir ajudando o próximo

 

Verso Bíblico para memorizar (jd 3t 06 12): "Eliseu perguntou-lhe: Como posso ajudá-la?" 2 Reis 4:2, NVI

 

Texto Bíblico: 2 Reis 4:1-7; Conselhos sobre Mordomia, pág 227

Objetivos:
Saber que Deus usa Seus filhos para ajudar a solucionar problemas que outros enfrentam
Sentir interesse pelo bem-estar dos que enfrentam problemas
Responder ouvindo problemas de outros e tentando ajudá-los

A mensagem: Os filhos de Deus se interessam no bem-estar uns dos outros

 

A história de relance: Dois filhos de uma viúva serão vendidos como escravos para pagar as dívidas dela. A mulher suplica que o profeta Eliseu a ajude. Eliseu a ouve e fala o que Deus deseja que ela faça. Ela ouve e faz o que Eliseu diz.

Deus a abençoa por confiar em Sua palavra e multiplica o azeite que ela tem.

Ela vende o azeite, paga suas contas, e seus filhos não são vendidos como escravos.

 

Veja atividade para chamar a atenção dos alunos para o assunto a ser estudado:

Jarro

 

 

Veja atividade para aplicar o assunto estudado à própria vida: Quem precisa de ajuda?

 

 

Hoje enfocamos a comunidade: A mulher, seus filhos, e Eliseu são membros de uma comunidade: a comunidade de Deus, que é a família de Deus.

As pessoas na família de Deus ajudam umas às outras SIM sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim sim. Ele o fez ao enviar Eliseu para ajudar a viúva.

Deus irá nos abençoar ao ajudarmos os outros em Sua família.

 

Enriquecimento: "As dádivas de Deus aumentam ao serem repartidas. Vemos isso ilustrado no caso da viúva pobre a quem o profeta Eliseu, através de um milagre, livrou de uma dívida. Ela possuía apenas uma botija de azeite, mas o profeta mandou-lhe pedir, emprestadas vasilhas a todos os vizinhos, e o azeite contido naquela botija continuou a fluir até que todas as vasilhas estivessem cheias. O fornecimento só parou quando nenhuma vasilha mais foi trazida para recebê-lo. Assim será também agora. Se deixarmos que as dádivas de Deus fluam para os condutos do bem, o Senhor Se encarregará do suprimento." Refletindo a Cristo, 12/9/1986 pág 261.

"Não devem os cristãos permitir serem perturbados por ansioso cuidado quanto às necessidades da vida. Se os homens amarem e obedecerem a Deus e fizerem sua parte, Ele proverá tudo aquilo de que necessitam. Embora vossa subsistência tenha de ser alcançada no suor de vosso rosto, não deveis descrer de Deus, pois no grande plano de Sua providência, suprir-vos-á, dia a dia, as necessidades. " Conselhos sobre Mordomia, pág 227.

 

Veja a mesma história com outros detalhes:

Eliseu e o azeite viúva

Eliseu viúva milagre azeite ju

 

Cânticos Sugestivos  já lincados às partituras

Um ajudante bom

Trabalhando juntos

 

 
 
 
 
 


LIÇÃO BÍBLICA

Vivenciando a História

  
Dar para os vários auxiliares da classe certa quantidade de copos descartáveis e pedir que fiquem em vários pontos da sala. Encher uma jarra opaca ou outro recipiente com água. Quando a história mencionar que a viúva estava coletando jarras,pedir que as crianças vão até os auxiliares e digam: “Por favor, você pode me dar mais vasilhas?” As crianças podem levar um copo descartável e colocar sobre a mesa. Usar a jarra ou o recipiente para mostrar que o azeite da mulher não acabava. Se necessário, pedir que um auxiliar escondido atrás de um biombo ou cortina encha sempre de água o recipiente. Ao contar a história, usar os objetos e permitir que as crianças a encenem.
Uma viúva pobre veio a Eliseu com lágrimas nos olhos.
— Meu marido era um bom homem que amava a Deus — disse a viúva. — Mas, então, morreu. E as pessoas para quem ele devia algum dinheiro dizem que se eu não pagar a dívida, elas vão tomar meus dois filhos para serem seus escravos!
— Como posso ajudá-la? — perguntou Eliseu. — Diga-me, o que você tem em casa?
— Nada! — respondeu a viúva. — Não tenho nada senão uma vasilha com um pouco de azeite.
Eliseu pensou na necessidade da mulher.
— Vá a todos os seus amigos e vizinhos — disse ele, bondosamente — e tome emprestadas todas as vasilhas vazias que conseguir. Então, vá para casa e feche a porta. Depois, despeje o azeite da sua vasilha em todas as vasilhas emprestadas.
A viúva olhou para Eliseu. Ele acenou com a cabeça. Era uma coisa estranha o que ele havia pedido para ela fazer, mas ela o faria. A mulher confiava em Eliseu e confiava em Deus.
A viúva foi de casa em casa em sua vizinhança. Pediu a todos com que falava se lhe emprestária todos seus jarros vazios. Seus filhos a ajudavam a transportar os jarros para casa. [As crianças encenam sua parte.]
A mulher e seus filhos encheram a casa de jarros vazios. Ent ão, a mulher fechou a porta. Os meninos olhavam para a mãe com assombro. O que aconteceria a seguir? A mulher pegou sua vasilha de azeite e cuidadosamente começou a despejar azeite nos jarros emprestados. Ela continuou despejando azeite até que o primeiro jarro ficou cheio.
A mulher sorriu para seus filhos e se voltou para o segundo jarro emprestado. Novamente começou a despejar o azeite nele. Logo o segundo jarro estava cheio, e o terceiro, e o quarto. Ela despejava e despejava. Logo perdeu a conta de quantos jarros já enchera. E continuou a despejar azeite em uma vasilha após outra até todas elas estarem cheias. [Demonstrar isso.]
Quando n ão havia mais vasilhas para encher, ela correu ao encontro de Eliseu.                                                                                                                                                                                                — Eu fiz exatamente o que você mandou! — disse ela, quase sem fôlego. — Tomei emprestadas todas as vasilhas e jarros possíveis. Despejei azeite de minha vasilha até todos os jarros estarem cheios! Então o azeite parou de correr. Agora, todos eles estão cheios de azeite!
Eliseu deu um sorriso e disse:
— Vá, venda o azeite. Você terá dinheiro suficiente para pagar as dívidas de seu marido. E sobrará dinheiro para você e seus filhos viverem.
A viúva louvou e agradeceu a Deus por cuidar dela. Agradeceu-Lhe pelo milagre do azeite. Agradeceu-Lhe porque Eliseu e bons vizinhos cuidaram dela.
Deus também deseja que sejamos bons amigos e vizinhos. Ele deseja que cuidemos dos outros.

Analisando
O que você acha que a viúva sentiu quando pensou que ia perder os filhos? Como você acha que ela se sentiu após ter enchido algumas vasilhas de azeite e o azeite ainda continuar fluindo? Como você teria se sentido? Como os amigos dela e vizinhos a ajudaram? Como os filhos dela a ajudaram? Como você pode ajudar os outros? Lembra de nossa mensagem? Vamos dizê-la juntos: OS FILHOS DE DEUS CUIDAM UNS DOS OUTROS.

 

Estudo da Bíblia
Abrir a Bíblia em 2 Reis 4:1-7 e apontar os versos. É aqui na Palavra de Deus, a Bíblia, que se encontra a história de hoje. Ler os versos em voz alta, parafraseando se for necessário.

Analisando
O homem queria levar os dois filhos da viúva, para quê? O que é um escravo? Quando Eliseu disse o que a mulher deveria fazer o que ela pensou? Vocês teriam feito o que Eliseu pediu? Onde a mulher conseguiu mais jarros e vasilhas? Que tipo de vizinhas a mulher tinha? Como vocês podem ser bons vizinhos? Lembrem-se de nossa mensagem de hoje: OS FILHOS DE DEUS CUIDAM UNS DOS OUTROS.

 

Verso Para Memorizar
Abrir a Bíblia em 2 Reis 4:2 e apontar para o texto. É aqui na Bíblia, a Palavra de Deus, que encontramos nosso Verso Para Memorizar. Ler o texto em voz alta: “Eliseu  perguntou-lhe: Como posso ajudá-la?” 2 Reis 4:2, NVI. Então, ensinar o verso conforme esboçado abaixo.
Reunir as crianças em duplas. Designar uma das crianças para ser a viúva e a outra, Eliseu. Pedir que a viúva se ajoelhe, em frente de Eliseu, com as mãos estendidas como se estivesse pedindo algo. Eliseu, então, repete o Verso Para Decorar (“Eliseu perguntou-lhe: Como posso ajudá-la?” 2 Reis 4:2, NVI) para a viúva. Depois, as crianças se revezam. Continuar até as crianças conseguirem dizer de cor o verso.

 

Seja grato a Deus pelas bençãos que Ele nos dá diariamente. Um dia muito feliz, com a paz que vem de Deus. Com amor, Tia Célia